Metal e Loucuras

Metal e Loucuras

domingo, 13 de julho de 2014

Unholy March


A história do Evil War começa de um racha na conhecida Murder Rape. Após lançar o clássico ...And Evil Returns em 1996 os membros Sabatan (vocal), Azarack (guitarra) e Ichthys Niger (bateria) deixaram a banda para unirem-se a Typhon Seth (baixo) e Haborym (guitarra) para dar início a esta horda impiedosa do black metal de Curitiba. E que melhor nome poderia se batizar a banda para representar a guerra do mal que seu som faz passar? Na capa de Unholy March de 2001 já temos um exército de seres medonhos que marcham após deixar um povoado em chamas. E no desenho por trás do CD um escudo contendo um corvo, dois machados cruzados e as letras E e W cravados, o mesmo escudo que aparece esfacelado e sujo de sangue no álbum seguinte, como se fosse mostrado logo após uma batalha sangrenta. Aliás a arte gráfica promovida pela banda em conjunto com a gravadora Somber Music é espetacular. A introdução com sons de raios ao fundo é uma marcha de guerra no teclado com acompanhamento da bateria e uma voz aterrorizante saudando a ideologia black metal. A primeira música é 'Revelations From An Old Age' com os vocais mais rasgados, apesar da característica maior de Sabatan ser o gutural. O trabalho de bateria de Ichthys Niger é fora de série, muita técnica e blast beats muito bem encaixados. A diferença logo sentida em relação ao antigo Murder Rape é a velocidade que o Evil War imprimiu ao som, que outrora era aquele black mais próximo do dark.


 'Born By The Rape Of One Beast' segue com toda escuridão que pede o som e vozes dobradas. 'From The Darkness Come The Queen' é a que mais lembra a antiga banda de Sabatan, inclusive com uma passagem muito parecida, com aquela risada sinistra encontrada em Celebration of Supreme Evil. 'Unholy March' é uma faixa épica com os sons de uma batalha no início e uns riffs de guitarras maravilhosos lá pelos cinco minutos e meio. E toda qualidade do Evil War segue latente nas últimas três faixas 'Memories From The Last One', 'Battle Of The Honour' e 'Conqueror's Saga', esta última com um início digno das maiores hordas do metal da guerra. Um trabalho digno e que todo fã de metal extremo deve conhecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário