Metal e Loucuras

Metal e Loucuras

segunda-feira, 22 de junho de 2015

10 músicas com a letra "A" que você tem que ouvir antes de morrer.

Nesta lista, o Metal & Loucuras trouxe para vocês as 10 músicas essenciais que iniciam com a letra "A".



1 - Alexander The Great (Iron Maiden) - Um épico que conta a história do conquistador e rei Alexandre da Macedônia. Encerra o álbum Somewhere In Time dos ingleses de 1986 e tem um início calmo lembrando uma marcha e depois descamba para uma canção grandiosa com muita melodia e Bruce Dickinson no auge da potência de sua voz. Uma das melhores músicas da donzela.

2 - Angel Of Death (Slayer) - O terceiro trabalho do Slayer, Reign In Blood, é citado como referência pela maioria dos músicos de música extrema pós 1986. E esta obra prima do thrash abre os trabalhos com uma das mais descomunais faixas do thrash mundial. Angel of Death fala de Menguele, médico de Auschwitz que fez experiências e assassinou centenas de judeus durante a 2ª Guerra Mundial. Pode bater cabeça à vontade.

3 - Arise (Sepultura) - Uma cacetada. Isso resume Arise do álbum homônimo de 1992. Com pouco mais de três minutos os mineiros conseguiram condensar a fúria thrash do fundo de suas almas. Uma porrada insana que só deixa respirar quando Max urra (I see the world - old - I see the world - dead), mas que logo retorna através de um solo que se você não prestar atenção ele já passou. Fantástica.

4 - Am I Evil? (Metallica - Diamond Head) - Tudo bem que o Diamond Head criou Am I Evil e a registrou em seu debut em 1980. Mas se não fosse o Metallica regravar esta música (na verdade quase o primeiro álbum "Lightning The World" na íntegra), a grande maioria dos metalheads talvez nem chegassem a conhecer a canção. E que distorção maravilhosa James e Kirk imprimiram nesta faixa para que ela se consolidasse como uma das mais pesadas já registradas pelo Metallica.


5 - Angry Again (Megadeth) - O grande pecado do Megadeth foi não ter incluído esta música em nenhum álbum oficial, apenas no Hidden Treasures de 1995, que é uma compilação das músicas 'lado b' ou faixas que apareceram em algum projeto ou tributo anteriormente. Angry Again é a música típica para entrar em um Coutdown To Extinction por exemplo e brigar para ser o destaque do álbum. Pesada, cadenciada, com vocais de Mustaine entre falados e cantados em um tom mais baixo, esta canção é perfeita.

6 - A Fine Day To Die (Bathory) - Se no álbum Blood Fire Death do Bathory seu líder Quorthon dava mostras que abandonaria o black metal e cairia de cabeça em um som mais trabalhado (que ficou conhecido por Viking Metal), o início de A Fine Day To Die entregou o ouro. Mas após aquele dedilhado com vozes limpas o que ouvimos é a mais pura demonstração de como a música extrema pode ser bela e brutal ao mesmo tempo. Grande faixa que nos deixa com muitas saudades do Bathory.

7 - A Touch Of Evil (Judas Priest) - Em 1990 os britânicos do Judas lançaram seu álbum mais heavy metal, o multi-platinado Painkiller. E quem diria que uma balada pesada quase roubaria as atenções deste disco? A Touch Of Evil que tem duplo sentido (possessão ou perversão) encontra na voz de Halford o tom perfeito para fazer dela uma daquelas canções para se ouvir no escuro e sentindo toda sua mágica.


8 - Angelica (Anathema) - Depois que Vincent Cavanagh aceitou que não conseguia cantar gutural ou rasgado e adaptou o som do Anathema para um som limpo e melancólico, o que se viu foi o Anathema passar pelo efeito borboleta e sair do casulo como uma banda diferente e tão boa quanta sua primeira fase mais death doom. E em 1996 com o álbum Eternity veio a belíssima música Angelica. Estava lançada a melancolia que seguiria a banda por mais alguns álbuns até cair em um progressivo não tão agradável quanto estas duas fases já citadas.


9 - Another Brik In The Wall (Pink Floyd) - Se esta música é uma das mais conhecidas da história do rock, com certeza merece estar nesta relação. Vale pelo teor histórico, pois a faixa serviu de espelho para a queda do muro de Berlim, mesmo que tenha sido escrita muito antes disso e retratasse um problema particular de Roger Waters (o álbum The Wall inteiro na verdade), vale pelo som de baixo maravilhoso de Waters ou pelo solo psicodélico de David Gilmour.

10 - Ace of Spades (Motorhead) - A faixa título do álbum de 1980 dos ingleses do Motorhead é talvez a mais conhecida do grupo e é item obrigatório nos shows até hoje. Com o baixão de Lemmy ditando as regras, os solos acelerados de Fast Eddie Clarke e Philthy Animal descendo a mão sem cansar na bateria, são menos de três minutos nada comerciais da história da música pesada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário