Metal e Loucuras

Metal e Loucuras

domingo, 9 de fevereiro de 2014

The Way Of Regret

O Eternal Sorrow foi criado em Curitiba em 1994 com a proposta de fazer um doom metal arrastado no estilo britânico que cresceu naquela época encabeçado por bandas como Anathema e My Dying Bride. Depois de uma demo em 95 e da participação na coletânea The Winds of a New Millenium da Demise Records,  a banda lançou seu debut por esta mesma gravadora em 1998. Contando com os membros Julio (vocais e teclados), Adriano (bateria), Mauricio (baixo) e Anderson e Gustavo (guitarras) e gravação no estúdio da Clínica em Curitiba, o Eternal Sorrow é um dos precursores deste estilo no Brasil e talvez tenham lançado uma de suas obras mais significativas.
  A primeira faixa título com seus sete minutos de cara ganha os fãs de Anathema da fase Serenades, com seu andamento arrastado, vocais urrados e uma camada de teclados aqui e ali para dar o clima mórbido que o estilo exige. "Final State of Depression" segue na mesma linha e o interessante é que mesmo o CD sendo homogênio não fica cansativo nem parece que está tocando a mesma música 10 vezes, como acontece com as bandas que não são autênticas deste estilo. "Lonely Sufferance" segue mostrando todo peso e distorção que as guitarras imprimem ao trabalho. Com um início melancólico "Dreams of Reality" chega com seus vocais ultra urrados, faixa já conhecida desde a coletânea "The Winds" com umas paradinhas bem legais com os teclados com efeito de corais. É a melhor faixa de "The Way of Regret". Após a instrumental "Memories"  vem "Funeral Waltz" bem arrastada com os teclados acompanhando e os vocais chegam a ficar rasgados em alguns momentos. Esta faixa tem um trabalho de guitarras bem legal, com algumas mudanças interessantes. "The Twilight of Life" apresenta alguns vocais femininos, assim como Paradise Lost havia feito em "Gothic". "My Silence" é outra instrumental com dedilhados que lembra algo de Katatonia do início, muito bem feita por sinal. A faixa "Shadow of a Sorcerer" é a mais rápida do CD, podendo ser classificada como dark metal e mostra versatilidade. Depois disso o Eternal Sorrow gravou mais um álbum em 2002 e nada mais, apesar de ainda estar ativa. Já passou da hora de nos brindar com mais um artefato melancólico como este.

Um comentário:

  1. https://www.facebook.com/225608690836873/photos/a.418845481513192.101320.225608690836873/997097110354690/?type=3&fref=nf

    ResponderExcluir