Metal e Loucuras

Metal e Loucuras

sábado, 23 de agosto de 2014

Demon King


O Chakal estava há 10 anos sem lançar um álbum em 2003 e a banda não tinha um futuro certo. Depois de lançar 03 full lengths, cada um com um vocalista, a banda surpreendeu com o retorno de seu vocalista originou Vladimir Korg (The Mist) e lançou o álbum 'Deadland'. Não vou falar deste trabalho pois não o conheço, aliás, não quis ouvir mais do que alguns minutos na época de seu lançamento, pois não fazia jus aos trabalhos anteriores. Mas a rapaziada chamou Mark de volta e resolveu o problema no ano seguinte, lançando um dos melhores álbuns de sua carreira. Demon King reúne tudo que o Chakal apresentou nos anos 80 e 90. Agressividade, peso (e que peso) e shows de abertura que deixaram as bandas principais de queixos caídos. É indiscutível a força que Korg dá à banda no comando de um show, e a partir deste álbum os shows ficaram repletos de suas músicas e mais umas duas da época do Abominable (Jason Lives é claro, não poderia faltar). 'Morlocks Will Rise' abre a pancadaria sem deixar respirar, thrash de primeira com a voz rouca de Korg e a bateria de Wiz descendo o porrete.
'Demon King' é peso em seu estado bruto, essa música ao vivo, com Korg mostrando os chifres, era um dos pontos altos dos shows.'Christ In Hell' é uma que lembra bem a primeira fase da banda, aquele thrash atropelando, quase à beira de um death metal old school. 'Mirror Made-Tricks' dá sequência alternando partes rápidas e arrastadas. Depois vem um clássico do death metal, 'Evil Dead' da banda de Chuck Schuldiner, muito bem interpretado. 'War Drums', com a participação de Fernando do Drowned foi outra sempre apresentada nos shows, uma ótima música com ótimos riffs de Mark e André. 'Flowers On Your Grave' é uma de minhas favoritas, tem um riff da escola americana, na linha de Testament, matador. Segue com 'Human Remains Banquet' e logo depois outra fantástica, 'Psycho'. 'The Mask of the Red Death' é uma instrumental e o CD fecha com 'Mastered Dogs'. Me lembro de um show, com Sodom no Armazém 841, que o baixista Giuliano Toniolo ficou emocionado quando Korg apresentou toda a banda e frente à receptividade do público. Não é de se assustar, afinal um show do Chakal, apresentando tantas músicas fantásticas deste Demon King, é para emocionar  mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário